Bolsonarismo já constrói narrativa sobre Moraes

Bolsonarismo já constrói narrativa sobre Moraes

Coluna do Estadão

01 de maio de 2020 | 05h00

FOTO: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO

Os ataques de Jair Bolsonaro a Alexandre de Moraes foram interpretados por entendedores do bolsonarismo como vacina ao que está por vir, as revelações dos inquéritos tocados pelo ministro do STF: o presidente, desde já, estaria construindo narrativa para, mais adiante, tentar deslegitimar o condutor das apurações, atribuindo a Moraes atuação “enviesada”. Moraes, dizem colegas e interlocutores do ministro, está determinado a descobrir a verdade sobre os atos antidemocráticos e a praga das fake news contra adversários do presidente.

Trajetória. No bolsonarismo, Moraes é apontado como nome do PSDB e do MDB dentro do STF. Ou seja, preparam a narrativa de que o ministro atua conforme os interesses do governador João Doria. O ministro foi indicado pelo ex-presidente Michel Temer depois de ter sido secretário de Geraldo Alckmin.

Faz… Em outra frente aberta por Moraes, o veto à indicação de Alexandre Ramagem para comandar a PF, alguns ministros do Supremo concordam, reservadamente, com o argumento do Palácio do Planalto.

…sentido? Acham que, se o problema de Ramagem é a amizade com Carlos Bolsonaro, por que o delegado da PF pôde ter permanecido à frente da poderosa Abin tanto tempo?

Corroborado. Na sessão do STF que invalidou restrições de Bolsonaro à Lei de Acesso à Informação, o ex-presidente da OAB Marcus Vinicius Coêlho fez desagravo a Alexandre de Moraes. Todos os ministros aproveitaram o ensejo para destacar as qualidades éticas do colega alvo do presidente.

Sugestão. Os novos aliados de Bolsonaro no Centrão sugeriram ao presidente nomear Rogério Galloro para diretor-geral da PF, cargo que ele já ocupou na gestão Temer. Na ocasião, Galloro substituiu Fernando Segóvia, também acusado de permitir interferência política na corporação.

Tô chegando. Após Bolsonaro dizer que quer Regina Duarte em Brasília, a secretária de Cultura, que está em SP, busca voltar o mais rápido possível para a capital. Interlocutores dizem que ela temia ser vista como quem descumpre as regras da quarentena.

SINAIS PARTICULARES.
Regina Duarte, atriz e secretária nacional de Cultura

Ilustração: Kleber Sales

Ué? Os 20 kits de UTI, anunciados em março pelo Ministério da Saúde, finalmente chegaram ao Maranhão. Os pacotes contêm leitos, monitor de sinais vitais e outros instrumentos. Contudo, estão sem os respiradores, que eram os mais aguardados.

Resgate. O Psol enviou ao Itamaraty ofício para pedir a repatriação de cerca de 200 brasileiros que estão no aeroporto de Lisboa. A maioria está em situação irregular e, por isso, não têm acesso ao sistema de saúde português. De acordo com o partido, eles não foram incluídos nos voos do governo que buscaram outras pessoas.

CLICK. Aglomerações em agências da Caixa, como esta, em Ibiúna, preocupam o Bandeirantes, que detecta aumento de gente nas ruas em todo o interior de SP.

Coluna do Estadão

Já Elvis. Apesar de os governadores do Nordeste torcerem o nariz para o acordo entre Paulo Guedes e Davi Alcolumbre sobre o texto de ajuda aos Estados, alguns líderes da Câmara não estão em clima de comprar mais uma briga e mudar a atual redação.

Rendeu. Após pressão de parlamentares, o BNDES formou grupo para reavaliar o pedido de crédito de R$ 1,5 bilhão para a Desenvolve SP. De acordo com sua assessoria, o banco também oferecerá apoio técnico para o fortalecimento da entidade “de maneira escalonada e sustentável”.

Stop. Pela primeira vez, desde 2013, a pesquisa trimestral de satisfação do passageiro, da Secretaria Nacional de Aviação Civil, será descontinuada, por causa da covid-19.

Top. Os estudos são feitos por trimestres. Apesar da paralisia nos aeroportos, a satisfação dos passageiros, em média, teve praticamente a mesma nota do mesmo período do ano passado: 4,40/5.

Top 2. Nas três categorias analisada (até 5 milhões de passageiros ano, de 5 a 10 milhões e acima de 10 milhões), os aeroportos melhor ranqueados foram, respectivamente, Florianópolis (SC), Curitiba (PR) e Confins (MS).

 

BOMBOU NAS REDES!

Foto: Dida Sampaio/Estadão

Kim Kataguiri, deputado federal (DEM-SP): “Qual a necessidade de esconder tanto esses exames? O resultado negativo colocaria por terra de uma vez a suspeita de que Bolsonaro arriscou infectar seus apoiadores em aglomerações em que ele convocou e participou. A recusa faz parecer o contrário”, sobre a Justiça, conforme pedido do ‘Estado’, ter dado 48 horas para Bolsonaro apresentar testes da covid-19.

COM REPORTAGEM DE ALBERTO BOMBIG, MARIANA HAUBERT E MARIANNA HOLANDA.

Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao
Instagram: @colunadoestadao

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.