Bate-boca faz Renan romper com petistas

Bate-boca faz Renan romper com petistas

­

Coluna do Estadão

27 de agosto de 2016 | 05h00

Foto: Ed Ferreira/Estadão

Foto: Ed Ferreira/Estadão

Ao comprar briga com o presidente do Senado, Renan Calheiros, o PT perdeu a única ponte que ainda tinha com o poder central. Apesar das declarações públicas de arrependimento, nos bastidores ele já diz que colocará a sigla na geladeira. Até ontem decidido a se manter neutro no impeachment, sob a justificativa de que é um dos poucos que ainda dialogavam com o PT, ele agora já admite votar. Conhecido pelos movimentos calculados, Renan teria subido o tom justamente para assumir o papel de vítima de provocação, hostilidade e ingratidão.

Em conversas informais com jornalistas, Renan citou várias vezes ocasiões em que ajudou Dilma e correligionários.

Siga a Coluna do Estadão:
No Twitter: @colunadoestadao
No Facebook: www.facebook.com/colunadoestadao

Tudo o que sabemos sobre:

Magoei

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.