Barroso abandona tática da defesa e vai ao ataque

Barroso abandona tática da defesa e vai ao ataque

Coluna do Estadão

03 de agosto de 2021 | 05h00

O presidente do TSE e ministro do Supremo, Luís Roberto Barroso. FOTO: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO

O discurso de Luís Roberto Barroso na abertura dos trabalhos do TSE tocou em pontos considerados fundamentais por quem está atento na busca de uma maneira eficaz de combater as narrativas de Jair Bolsonaro. O ministro busca inverter a lógica da empreitada bolsonarista, que atribui risco de fraude ao atual modelo eletrônico de votação: Barroso tenta virar o jogo ao insistir na vulnerabilidade do sistema impresso/manual, que, segundo ele, favorece a compra de votos, o “coronelismo” e as “milícias” (palavra amarga para os fãs do presidente).

Papo… Segundo um especialista em marketing político, a mensagem dos adversários do presidente e, portanto, dos defensores da urna eletrônica, deve ser algo direto, na linha: Jair Bolsonaro quer acabar com o voto secreto no País.

…reto. Mesmo sem citar nomes, foi mais ou menos o que Barroso fez, seja na nota assinada por vários ex-presidentes do TSE, seja em seu pronunciamento.

Virando a chave. Insistir em jogar na defensiva, repetindo a história de que o voto eletrônico é “auditável”, é continuar atuando no campo da suspeição levantada, sem qualquer prova, por Bolsonaro.

Prática. O discurso do presidente do TSE ficou muitos tons acima do proferido horas antes por Luiz Fux, no Supremo. Barroso também demonstrou mais coragem e determinação do que Fux com a abertura do inquérito para investigar as ameaças às eleições.

Dark… Apesar de ter feito as mais esdrúxulas, imprecisas e vexaminosas previsões sobre a pandemia da covid-19, ainda no início de 2020, Osmar Terra (MDB-RS) segue ativo nas redes sociais, posando de “especialista” no assunto.

…side. Apelidado de “Osmar Trevas” após tanta bola fora e 550 mil mortes no País, o deputado embola dados, reinterpreta gráficos e continua desafiando o bom senso e a comunidade científica internacional.

SINAIS PARTICULARES.
Osmar Terra, deputado federal (MDB-RS)

ILUSTRAÇÃO: KLEBER SALES/ESTADÃO

De… Bia Kicis (PSL-DF), presidente da CCJ, postou no fim de semana em suas redes sociais vídeo com mensagem do argentino Carlos Pampillón, acusado de ligação com grupos neonazistas na Argentina.

…novo. No mês passado, a deputada Bia Kicis se encontrou com a colega alemã Beatrix von Storch, do partido Alternativa para a Alemanha, sigla acusada de difundir ideias neonazistas.

Ficha. Pampillón é apontado como mentor e treinador de um grupo de skinheads que atacou nove pessoas em Mar Del Plata.

CLICK. Bia Kicis publicou nas redes vídeo com mensagem do líder de extrema-direita Carlos Pampillón, que defende o armamento dos argentinos contra o comunismo.

FOTO: TWITTER/BIA KICIS

Debate urgente. Os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso e Michel Temer debatem na próxima sexta-feira, 6, com Miguel Relvas, ex-primeiro-ministro de Portugal, temas caros à atual conjuntura mundial, como democracia, instabilidade política e modelos de governança.

Lá e cá. Temer é um dos defensores da adoção do semipresidencialismo no Brasil, modelo adotado em Portugal. O evento é organizado pelo RenovaBR, em parceria com o Comunitas e o
Insper.

Judiciário. Os ministros do Supremo Luís Roberto Barroso, Gilmar Mendes e Alexandre de Moraes também participarão de uma das rodas de conversa. A transmissão será no YouTube, a partir das 14h.

PRONTO, FALEI!

Marcelo Ramos. FOTO: PABLO VALADARES/CÂMARA DOS DEPUTADOS

Marcelo Ramos, vice-presidente da Câmara dos Deputados (PL-AM): “A fala desrespeitosa de Bolsonaro ironizando Bruno Covas, que lutou pela vida com a dignidade dos fortes, mostra que ele é um ser humano ruim.”

COM REPORTAGEM DE ALBERTO BOMBIG

Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao
Instagram: @colunadoestadao

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.