Bancada do União Brasil marca reunião para selar ultimato a Moro: ‘Disputar Presidência é delírio pessoal dele’, diz deputado

Bancada do União Brasil marca reunião para selar ultimato a Moro: ‘Disputar Presidência é delírio pessoal dele’, diz deputado

Matheus Lara

02 de abril de 2022 | 10h34

O ex-juiz Sérgio Moro (União Brasil). Foto: Alexandre Meneghini/Reuters.

A bancada federal do União Brasil marcou uma reunião para a próxima terça-feira, 5, em Brasília, em que a tendência é a definição de um ultimato à situação de Sérgio Moro no partido. A maior parte da bancada quer forçar o ex-juiz a declarar sua desistência da disputa da Presidência, ou ao menos desautorizá-lo dentro da sigla.

“Ele (Moro) foi convidado para ser uma liderança regional (em São Paulo). Isso de ser candidato à Presidência é um delírio pessoal. Moro não tem delegação para falar em nome do partido”, disse o deputado federal Danilo Forte (CE), dirigente do União no Estado.

O agendamento da reunião, a primeira após a janela partidária, é uma reação à declaração feita por Moro na sexta, 1, de que “não desistiu de nada”, deixando em aberto que ainda pode disputar o Planalto.

Os parlamentares da sigla querem manter o acordo feito com o presidente Luciano Bivar de que poderão se posicionar como quiser, a depender da situação política regional.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.