Bancada do PMDB está reunida para discutir atitudes de Renan

Andreza Matais e Naira Trindade

24 de maio de 2017 | 21h08

Foto: Dida Sampaio/Estadão

A bancada do PMDB está reunida no Senado para discutir a retirada do senador Renan Calheiros (AL) da liderança do partido. Dos 22 peemedebistas, 18 se manifestaram contra posições dele no comando do partido. Novamente, na tarde desta quarta, o senador usou a tribuna do plenário para criticar Michel Temer.

“Chamar as Forças Armadas, senador Romero, mas beira a insensatez fazer isso num momento em que o País pega fogo. Beira a irresponsabilidade! E fazer isso de forma dissimulada, dizendo que foi a pedido do presidente da Câmara dos Deputados, que negou, que recusou o papel do Auro de Moura Andrade!”, disse no plenário.

A bancada ainda não definiu um nome para suceder Renan Calheiros, mas está determinada a tirar dele as prerrogativas de líder da legenda. O nome mais simpático entre os peemedebistas a assumir a cadeira é o do senador Jader Barbalho.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.