Baldy tenta emplacar conselheiro na Anatel e manter influência na agência

Baldy tenta emplacar conselheiro na Anatel e manter influência na agência

Coluna do Estadão

14 de agosto de 2020 | 05h10

Foto: Dida Sampaio/ Estadão

Ex-ministro do governo Michel Temer e secretário licenciado de São Paulo, Alexandre Baldy detém posições importantes no governo federal. À frente da bancada de deputados de Goiás, Baldy capitaneou em 2018 a indicação do atual presidente da Anatel, Leonardo Euler.

Baldy e Euler tentam, agora, assegurar mais uma posição na Anatel. Trabalham para que o chefe de gabinete de Euler, Ronaldo Neves de Moura Filho, substitua no conselho da agência Vicente Aquino, cujo mandato se encerra em novembro próximo.

A briga não é só por postos. O futuro do 5G depende da Anatel e a rede, no Brasil, ficará com a chinesa Huawei ou com os consórcios ocidentais. Leonardo Euler já admitiu que os chineses têm a tecnologia mais adiantada. O novo ministro das Comunicações, Fábio Faria, ainda não apontou o nome que prefere ver na agência.[

LEIA TAMBÉM: Bolsonaro em busca de um portfólio de obras

Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao
Instagram: @colunadoestadao

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: