Autor de proposta de trabalho forçado prevê que 1/3 dos funcionários sejam apenados

Autor de proposta de trabalho forçado prevê que 1/3 dos funcionários sejam apenados

.

Luiza Pollo

20 de janeiro de 2017 | 07h30

Foto: Renato Araújo / Câmara dos Deputados

Foto: Renato Araújo / Câmara dos Deputados

Autor da proposta de trabalho forçado para presos, o líder do PR na Câmara, Aelton Freitas (MG), prevê que a cada três funcionários, um seja apenado. E a empresa deve prover dormitório em condições similares a presídio.

Os presos serão remunerados, pagarão por seus custos, usarão tornozeleiras e ficarão sem celular. E as empregadoras terão isenção fiscal das obrigações trabalhistas e previdenciárias.

Siga a Coluna do Estadão:

Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

Tudo o que sabemos sobre:

trabalho forçado

Tendências: