Aumento para servidores contraria novo líder do governo no Senado

Aumento para servidores contraria novo líder do governo no Senado

-

Luiza Pollo

04 de junho de 2016 | 05h00

Aloysio Nunes/Estadão

O líder do governo no Senado, Aloysio Nunes. Foto: Estadão

A decisão do governo federal de apoiar aumento salarial para servidores públicos causou desconforto para Aloysio Nunes (PSDB-SP), recém-empossado no posto de líder do governo no Senado. Depois da aprovação da proposta na Câmara, o assunto será tratado, agora, pelos senadores. Caberá a Aloysio fazer a condução, em nome do governo, dessa discussão, que pode causar impacto de R$ 58 bilhões. O PSDB critica a proposta. O líder tucano na Câmara, Antônio Imbassahy, procurou o ministro Henrique Meirelles para criticar a medida.

Para interlocutores, Aloysio manifestou sua insatisfação e afirmou que não é André Moura, o líder do governo na Câmara, para comprar a defesa de algo que é contrário.

Siga a Coluna do Estadão:
No Twitter: @colunadoestadao
No Facebook: www.facebook.com/colunadoestadao

Tendências: