Às vésperas das eleições, Marun vai de ‘Chalana’ no Sarau do Alfredão

Às vésperas das eleições, Marun vai de ‘Chalana’ no Sarau do Alfredão

Vera Rosa

21 de outubro de 2018 | 17h41

Foto: Dida Sampaio/Estadão

Adepto do ditado segundo o qual “quem canta seus males espanta”, o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, não deixou por menos. No sábado (20), a uma semana da eleição, ele subiu ao palco do bar Sarau do Alfredão, em Campo Grande (MS), e soltou a voz. A música escolhida foi “Chalana”,  de Mário Zan, que virou símbolo do Pantanal.

 “Nestes tempos em que parece que o Brasil decidiu reverenciar o ódio, reunimos alguns amigos no Sarau do Alfredão para cantar, homenageando a fraternidade”, disse Marun, que frequenta o local há muito tempo, aos sábados, na hora do almoço.

Depois da “canja”, o ministro pediu aos músicos que subissem ao palco porque o ambiente, diante de tanta afinação, já estava “esvaziando”.

 

Tudo o que sabemos sobre:

Carlos Marun

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.