Aras decide custear do bolso viagem ao Vaticano

Juliana Braga

03 de outubro de 2019 | 17h08

O subprocurador Augusto Aras, indicado à PGR. Foto: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO

O procurador-geral da República, Augusto Aras, decidiu custear do próprio bolso a viagem que fará ao Vaticano para acompanhar a canonização da Irmã Dulce.

De acordo com despacho interno do Ministério Público Federal (MPF) só os bilhetes em classe executiva de Aras foram orçados em R$ 22 mil.

O PGR também abrirá mão das setes diárias a que teria direito, no valor de R$ 13.580,00. (Juliana Braga)

Tudo o que sabemos sobre:

Augusto ArasVaticanoPGRIrmã Dulce

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: