Aprovação de MP das Aéreas sinaliza abertura da economia para investimento externo

-

Marcelo de Moraes

22 de junho de 2016 | 09h51

O governo comemorou a aprovação, na Câmara dos Deputados, da medida provisória que permite a participação de até 100% de capital estrangeiro nas empresas aéreas.

Para o Palácio do Planalto, a votação serve como um importante sinal para os investidores externos, justamente num momento em que o governo busca uma agenda capaz de reaquecer a economia.

Embora ainda dependa de mais uma votação no Senado para ser efetivada, a avaliação dos líderes governistas é que a proposta não terá problemas para ser sacramentada no Congresso.

Outras duas medidas, abrindo a economia, receberão apoio do governo nos próximos dias.

Uma é a venda de terras para estrangeiros, como forma de ampliar o crédito para o setor do agronegócio. Em entrevista à Coluna do Estadão, o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, defendeu a proposta, já sob análise do governo.

A outra é a proposta que muda as regras de exploração do pré-sal no Brasil, reduzindo a presença da Petrobrás nessas operações.

Tudo o que sabemos sobre:

Aviação

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: