Após saída de Azevedo e Silva, Braga Netto é nome forte para assumir Defesa

Após saída de Azevedo e Silva, Braga Netto é nome forte para assumir Defesa

Marianna Holanda

29 de março de 2021 | 16h18

Foto: Andre Dusek/Estadão

O ministro Fernando Azevedo e Silva deixou o cargo de ministro da Defesa, nesta segunda-feira, 29, não porque quis, mas a pedido de Jair Bolsonaro. Segundo a Coluna apurou, o ministro da Casa Civil, general Braga Netto, é nome forte para assumir o comando da pasta.

O nome de Luiz Eduardo Ramos, ministro da articulação política (Segov) também circula, mas com menos chances. É mais provável que, com essa mudança, Ramos vá para a Casa Civil. Entretanto, nenhuma dessas movimentações ainda foi oficializada.

Azevedo e Silva tinha uma agenda com o presidente às 14h, quando foi comunicado por Bolsonaro da decisão. Esta é a segunda baixa do dia na equipe do primeiro escalão de Bolsonaro: mais cedo, Ernesto Araújo pediu demissão do Itamaraty. O Congresso vinha pressionando por sua saída há semanas.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.