Após reunião com base, Maia recebe líderes da oposição

Participaram do almoço líderes ou representantes de PT, PDT, PC do B, Rede e Minoria

Coluna do Estadão

23 de agosto de 2016 | 16h58

Foto: André Dusek/Estadão

Foto: André Dusek/Estadão

Um dia após reunir líderes da base governista em almoço com o presidente da República interino, Michel Temer, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), promoveu um encontro, nesta terça-feira, 23, com líderes de partidos da oposição.

Participaram do almoço na residência oficial da Presidência da Câmara os líderes ou representantes de PT, PDT, PC do B, Rede e Minoria.

“Procurei ele ontem porque ele recebeu as lideranças do governo. O pano de fundo deste almoço é que ele foi eleito presidente da Câmara e não da base do governo”, disse Orlando Silva (PC do B-SP), vice-líder da Minoria. A reunião foi proposta por Maia após a cobrança.

Os partidos de oposição tinham duas questões para esclarecer com o presidente da Câmara. A primeira era a data da votação do processo de cassação do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), previsto por Maia para ocorrer em 12 de setembro. De acordo com participantes do encontro, o atual presidente da Casa afirmou ter consultado lideranças e garantiu que haverá quórum para a votação, apesar de ser uma segunda-feira e em meio à campanha eleitoral.

Outro ponto que os oposicionistas queriam tratar com Rodrigo Maia é o das dificuldades para instalar a comissão especial que analisa a Proposta de Emenda à Constituição que trata do teto de gastos do governo. Para a oposição, a instalação foi “improvisada e feita de última hora”. Maia se comprometeu a avisar com antecedência sobre a instalação das próximas comissões.

Os líderes se disseram satisfeitos com o encontro. “O principal é um acordo de como conduzir para frente, de ele ser presidente da Casa, e não líder de um lado ou outro”, afirmou Silva. (Daniel Carvalho)

Tudo o que sabemos sobre:

Almoço

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.