Após pesquisa, governo vai promover PEC do Teto nas redes sociais

­

Coluna do Estadão

18 de outubro de 2016 | 05h00

O Planalto traçou uma nova estratégia para combater o discurso contrário à PEC do Teto. Na próxima semana, que antecede a votação em segundo turno, decidiu bombardear os sites e as redes sociais do governo com informações positivas sobre a emenda e explicar exaustivamente a “necessidade” da medida. A decisão se baseia em um relatório desanimador contratado pelo governo: 1) 94% dos internautas consideram a PEC do Teto negativa para o País e 2) 99% associam o nome de Temer à palavra golpista quando o assunto é o Teto.

A pesquisa foi feita pela agência de comunicação Isobar Brasil e analisou 59 mil menções diretas à PEC do Teto no Twitter e Facebook do Palácio do Planalto, no dia 13 de outubro, primeiro dia útil após a votação em primeiro turno.

A maioria das menções à PEC foi feita por mulheres de 18 a 34 anos, com ensino superior, situadas nas principais capitais e “com ávido interesse por informação”.

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

Mais conteúdo sobre:

Estudo de campo