Após Kátia Abreu denunciar pressão, Serraglio emite nota explicando indicação de Daniel Gonçalves

.

Luiza Pollo

21 Março 2017 | 20h48

Após a fala da senadora Kátia Abreu no plenário do Senado na tarde de hoje, denunciando pressão do PMDB pela manutenção de Daniel Gonçalves Filho no cargo de responsável pelo Ministério da Agricultura no Paraná, o ministro Osmar Serraglio emitiu nota se defendendo. Segundo Serraglio, o nome de Gonçalves foi chancelado pelos senadores do PMDB do Paraná.

“Ela exigiu a concordância do senador Roberto Requião, o que de fato ocorreu, como ela própria confessou”, escreveu o atual ministro da Justiça. Sobre a resistência na nomeação por parte da ex-ministra, Serraglio culpa “divergências políticas entre ela e a maioria da bancada, que era a favor do processo de impeachment da então presidente Dilma Rousseff”.

 

Confira a nota na íntegra:

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Osmar Serraglio, reitera que a indicação do cargo de responsável pelo Ministério da Agricultura no Paraná passou pelo partido. O nome de Daniel Gonçalves Filho, em 2007, surgiu do então deputado Moacir Micheletto e foi chancelado pela bancada do PMDB do Paraná e lá permaneceu nos governos Lula e Dilma.

A senadora Kátia Abreu, então ministra da Agricultura na época, reconheceu hoje em seu discurso que só manteria o superintendente regional no cargo se fosse apoiado por senadores do PMDB. No caso, para o Paraná, ela exigiu a concordância do senador Roberto Requião, o que de fato ocorreu, como ela própria confessou. Assim, Daniel foi ratificado.

Sobre a resistência em nomear, deu-se por haver divergências políticas entre ela e a maioria da bancada, que era a favor do processo de impeachment da então presidente Dilma Rousseff.

Cabe lembrar que desde a nomeação do superintendente, sempre que um assunto envolvendo Daniel Gonçalves Filho precisou ser tratado no governo, foi feito em nome da bancada, nunca de forma individualizada. Serraglio destaca ainda que há mais de um ano Daniel Gonçalves Filho não ocupa o cargo na Superintendência Regional do Mapa no Paraná.

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

Mais conteúdo sobre:

Osmar Serraglio