Após Cármen Lúcia receber Febraban, representantes dos poupadores também querem ser recebidos

Após Cármen Lúcia receber Febraban, representantes dos poupadores também querem ser recebidos

.

Luiza Pollo

18 de janeiro de 2017 | 06h15

Foto: André Dusek/Estadão

Foto: André Dusek/Estadão

A longa discussão judicial sobre a recuperação das perdas nos planos econômicos poderá ter novo capítulo. Depois de a presidente do STF, Cármen Lúcia, receber dirigentes da Febraban para discutir as ações, representantes dos poupadores também querem conversar.

O advogado Luiz Fernando Pereira, que representa os poupadores, por meio do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), quer argumentar com a presidente do STF que o valor da conta não passa de R$ 6 bilhões.

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

Tudo o que sabemos sobre:

Cármen Lúcia

Tendências: