Após ameaças de processo, governo desiste de comparar Temer ao técnico Tite

Após ameaças de processo, governo desiste de comparar Temer ao técnico Tite

Naira Trindade

25 de outubro de 2017 | 05h55

FOTO: Reprodução Youtube

 

O presidente Michel Temer mandou derrubar a campanha que iria comparar a sua gestão à vitoriosa seleção de Tite. As ameaças do atual técnico da seleção brasileira e do ex-técnico Felipão, que seria comparado a ex-presidente Dilma Rousseff, de processar o governo se fossem mencionados pesou na decisão. A história foi revelada pela Coluna do Estadão.

“Se a campanha usar o nome do treinador, ou mesmo sua imagem, de forma pejorativa, ele responderá pública e judicialmente contra o governo Temer. Mas ele vai se manifestar somente depois do lançamento da campanha publicitária do governo. Não tem como fazer isso antes de a peça ir para o ar”, informou ao Estado a assessoria de comunicação de Felipão, que atua na China.

LEIA MAIS: Governo quer comparar Temer ao técnico Tite

LEIA MAIS: Felipão promete processar governo Temer caso tenha imagem arranhada em propaganda

A expectativa do governo era lançar uma campanha completa, que seria veiculada nos meios tradicionais (jornais, revistas, outdoors) e digitais (sites, Twitter, Facebook, Instagram). Na peça apareceria a imagem do ‘gaúcho da copa’, que ficou famoso ao chorar na derrota do Brasil por 7 a 1 para a Alemanha. Ele morreu em 2015.

A campanha era inspirada na derrota do Brasil por 7 a 1 para a Alemanha e na reviravolta do time com a mudança do técnico. A ideia é sugerir que Dilma é o Felipão; Temer o Tite.

Ontem, ao decidir por enterrar a campanha, auxiliares de Temer lembraram que o senador Renan Calheiros (PMDB-AL), atual inimigo do presidente, disse, em 4 de abril, que o “governo, como está, parece a seleção do Dunga, queremos a seleção do Tite para dar a orientação”.  Já Dilma havia dito, em 1° de julho de 2013, antes do 7 a 1, que seu governo era “padrão Felipão”. As menções reforçaram a decisão do governo de desistir da campanha.

Tendências: