Após acusação de Bolsonaro, Witzel perde seguidores nas redes sociais

Após acusação de Bolsonaro, Witzel perde seguidores nas redes sociais

Juliana Braga

01 de novembro de 2019 | 08h00

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, perdeu seguidores em suas redes sociais nos últimos dois dias, segundo levantamento feito pela Coluna com ferramentas online.

Governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel. Foto: Dida Sampaio/Estadão

A perda mais significativa foi de 5,3% no Twitter — 11,1 mil internautas deixaram de segui-lo. Em números absolutos, a perda foi maior no Instagram, 24,6 mil, que representam 3%. No Facebook, perdeu 3,3 mil seguidores.

A reação também chegou às ruas. Na quarta-feira, 30, Witzel foi recepcionado com gritos de “traidor” em uma agenda em Itaperuna (RJ).

Já o presidente Jair Bolsonaro teve uma aceleração no ritmo do aumento. No Facebook, por exemplo, plataforma na qual Bolsonaro ganhava em média 1,3 mil seguidores por dia, teve crescimento de 18 mil nos últimos dois dias. No Instagram foram 29,8 mil e 20,7 mil no Twitter.

A fritura começou na quarta-feira, 30, depois que Bolsonaro afirmou ter sido avisado pelo governador de que teria seu nome envolvido na investigação da morte da ex-vereadora Marielle Franco e do motorista, Anderson Gomes. O presidente o acusou de ter tido acesso a um inquérito sigiloso.

Witzel negou e atribuiu a declaração de Bolsonaro a um “descontrole emocional”. (Juliana Braga)

Tudo o que sabemos sobre:

Wilson WitzelJair BolsonaroMarielle Franco

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.