Antes de sair, Machado levou informações da Transpetro para casa

Antes de sair, Machado levou informações da Transpetro para casa

-

Luiza Pollo

21 de junho de 2016 | 06h00

Sérgio Machado. Foto: André Dusek/ESTADÃO

Sérgio Machado. Foto: André Dusek/ESTADÃO

Duas semanas antes de sua primeira licença da presidência da Transpetro, em novembro de 2014, o agora delator Sérgio Machado promoveu “faxina” em computadores que usava na empresa e levou para casa farto material.

Há indicações de que reuniu quantidade razoável de provas sobre a movimentação do dinheiro que circulou na companhia, durante seus 11 anos de gestão, em forma de propina. Inclusive comprovantes de transferências bancárias e depósitos realizados no exterior.

Siga a Coluna do Estadão:
No Twitter: @colunadoestadao
No Facebook: www.facebook.com/colunadoestadao

Tudo o que sabemos sobre:

Limpeza total

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: