AMB quer adiar votação de abuso de autoridade

AMB quer adiar votação de abuso de autoridade

Coluna do Estadão

05 de agosto de 2019 | 05h00

Jayme de Oliveira. FOTO: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO

Procuradores e juízes estão aflitos com a possível votação do projeto de abuso de autoridade na Câmara dos Deputados em meio aos recentes ataques à Lava Jato (em especial, ao procurador Deltan Dallagnol), ao STF e ao ministro Sérgio Moro. “Preocupa a votação nesta hora em que está todo mundo inquieto. Ninguém concorda com excessos, o que não pode é, a pretexto disso, intimidação”, diz Jayme de Oliveira, presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros. Entidades classistas vão recorrer a Rodrigo Maia para tentar adiar a análise do tema.

Missão. Líderes do Centrão também serão procurados. Não será fácil sensibilizar os parlamentares. Em junho, Maia defendeu a necessidade de uma lei contra o abuso de autoridade.

Flancos. Magistrados e membros do Ministério Público acham que os ventos da opinião pública ainda sopram a favor deles, mas admitem reservadamente que o episódio dos hackers desgastou o sistema jurídico como um todo.

Paz… Depois das turbulências recentes, o clima parece ter serenado na comunicação do Planalto. A impressão de quem viveu os piores dias de conflito entre o porta-voz, Rêgo Barros, e o secretário Fábio Wajngarten é de que as equipes se acertaram.

… e amor? O que contribuiu para melhorar o clima? A sequência de caneladas de Jair Bolsonaro na semana passada mostrou que as derrapadas não são culpa de nenhum setor específico, muito menos da comunicação do governo.

Tudo azul. Interlocutores dizem que, agora, todo mundo entende melhor seu papel na Comunicação: a relação com imprensa é prerrogativa da Secom. Isso foi reforçado com a escolha do novo secretário de imprensa, Paulo Fona.

CLICK. Eduardo Bolsonaro visitou com a mulher, Heloisa Wolf, a mesquita Sheikh Zayed, em Abu Dhabi, onde o deputado federal cumpria agenda internacional.

Como é… A bancada evangélica terá seu segundo encontro com Bolsonaro nesta semana em um almoço. A pauta, oficialmente, é a reforma tributária.

… que é? O secretário da Receita, Marcos Cintra, chegou a propor que igrejas fossem taxadas pelo Fisco. Foi desautorizado pelo próprio presidente, pressionado pelos evangélicos.

Gongo. Davi Alcolumbre intensificará esforços pró-Eduardo Bolsonaro. A semana passada terminou com a sensação na Casa de que o filho do presidente corre riscos de ter a indicação para embaixador barrada.

SINAIS PARTICULARES
Davi Alcolumbre (DEM-AP), presidente do Senado

ILUSTRAÇÃO: KLEBER SALES/ESTADÃO

Fica… Até pouco tempo cotado para ser o próximo embaixador brasileiro em Washington, Nestor Forster deve assumir um consulado nos EUA se Jair Bolsonaro conseguir emplacar Eduardo no mais importante cargo da diplomacia brasileira no exterior.

… vai ter bolo. Nestor tem família nos Estados Unidos e, segundo se comenta no Itamaraty, é capaz de aceitar um downgrade na carreira para poder ficar perto dos familiares.

Troca… Pré-candidato a prefeito de SP, Andrea Matarazzo (PSD) procurou a Coluna para responder a Bruno Caetano (PSDB), que o chamou de “biruta” de aeroporto por mudar de posições e, agora, atacar o prefeito Bruno Covas.

… de farpas. “Bajular quem te paga o salário é fácil, difícil é ter independência para expressar opinião”, disse Matarazzo sobre o secretário de Educação de SP.

BOMBOU NAS REDES!

Deputado Vinicius Poit. FOTO: MICHEL JESUS/CÂMARA DOS DEPUTADOS

Vinicius Poit, deputado federal (Novo-SP): “Conheço ONGs onde dentistas ajudam crianças carentes e necessitadas. E aí, Feliciano, vamos doar?”, sobre o deputado Marco Feliciano ter custeado tratamento dentário com dinheiro da Câmara.

COM REPORTAGEM DE ALBERTO BOMBIG E MARIANNA HOLANDA

Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao
Instagram: @colunadoestadao

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: