Amazonas teme uma 3ª onda ainda em maio

Amazonas teme uma 3ª onda ainda em maio

Coluna do Estadão

24 de abril de 2021 | 05h00

Médicos tratam paciente com coronavírus Foto: Tiago Queiroz/Estadão

Autoridades sanitárias do Amazonas avaliam que uma terceira onda da covid-19 pode atingir o Estado em maio devido à diminuição da quantidade de vacinas enviadas nas últimas semanas pelo governo federal e por causa do afrouxamento das ações de prevenção. Inicialmente, a previsão era de que um recrudescimento da doença poderia acontecer apenas em junho deste ano. O Ministério da Saúde foi alertado, mas não sinalizou mudanças no atendimento ao Estado. E, para piorar, Jair Bolsonaro deu péssimo exemplo em Manaus ontem.

O inferno é aqui. Ou seja, grande possibilidade de a terceira onda ressurgir no País sobre um platô de quase 3 mil mortes diárias.

CLICK. Adversários de Jair Bolsonaro observaram que um ônibus da FAB transportou a claque do presidente para recepcioná-lo na base aérea em Belém (PA).

Coluna do Estadão

Apoio. A chegada do PM André de Sousa Costa à Secom teve a bênção de ninguém menos que Carlos Bolsonaro, sempre influente na comunicação do governo do pai…

Oi, sumido. Na semana passada, quando se discutia quem poderia assumir o cargo, surgiu o nome de Fábio Wajngarten. Passou rápido. Um assessor próximo à família Bolsonaro diz que Wajngarten chegou a fazer um movimento para voltar ao cargo, sem sucesso.

Deu ruim? Segundo interlocutores do presidente, Bolsonaro não teria gostado nem um pouco da entrevista de Wajngarten à Veja, com direito à fritura de Eduardo Pazuello. Acha que o óleo pode respingar no Palácio do Planalto.

Fogo! Um ministro palaciano vê na fala de Wajngarten a famosa “vacina”: sabe que será convocado, como a Coluna antecipou, e quis logo botar na conta de Pazuello. Ou seja, tentou empurrar Pazuello para a brasa da CPI. Mas Bolsonaro, ao menos por ora, decidiu manter o general no espeto, porém ainda longe das chamas.

SINAIS PARTICULARES.
Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde

Kleber Salles

Vide… Prefeitos querem saber até quando é possível estender o prazo para a aplicação da segunda dose da Coronavac (na bula, o prazo máximo é de 28 dias).

…a bula. Para mudar a indicação, contudo, o Butantan precisaria iniciar uma pesquisa e o instituto já está tomado pelos estudos com a Butanvac. Portanto, não há mudança oficial na orientação, mas algumas análises de universidades já indicam prazo estendido por cerca de um mês.

Dada… O ex-ministro José Aníbal, da ala histórica tucana, vai coordenar a comissão instalada pelo PSDB nacional para encaminhar as prévias presidenciais do partido rumo a 2022.

…a largada. Cinthia Ribeiro, Izalci Lucas, Lucas Redecker, Marco Vinholi, Marcus Pestana e Pedro Vilela completam a comissão. As prévias serão em outubro.

Eu… O deputado Frederico D’Avila (PSL) protocolou na Alesp pedido de informação ao secretário de Transportes do Estado, Alexandre Baldy, sobre o andamento da licitação do sistema de monitoramento eletrônico das linhas Azul, Verde e Vermelha do Metrô.

…quero… Conforme mostrou a Coluna, a licitação previa instalação de câmeras de reconhecimento facial no metrô. No entanto, mesmo com a tecnologia sendo vetada pelo governador, Baldy disse que o contrato no valor de R$ 58 milhões será mantido.

…saber. D’Avila quer saber sobre o andamento do contrato, prazos e respostas do Ministério Público.

PRONTO, FALEI!

Felipe Carreras, deputado federal (PSB-PE):  “Brasil agora se junta ao Haiti, Afeganistão, Congo, Líbia e outros países falidos ou em guerra que estão há mais de 11 anos sem a realização do Censo.”

COM REPORTAGEM DE ALBERTO BOMBIG, MARIANNA HOLANDA. COLABORARAM MARIANA HAUBERT, PEDRO VENCESLAU E VERA ROSA

Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao
Instagram: @colunadoestadao

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.