Alvo de operação da PF, chefe do Incra em MG é afastado do cargo

-

Andreza Matais

19 de maio de 2016 | 08h32

A Justiça Federal determinou o afastamento do superintendente do Incra em Minas Gerais, Gilson de Souza. Ele é um dos alvos da Operação Mar de Lama deflagrada, nesta quinta-feira, pela Polícia Federal. Endereços dele foram alvo de mandados de busca e apreensão. Souza foi indicado para o cargo pelo PT. Na mesma operação, sete vereadores de Governador Valadares foram presos. As suspeitas são de crimes de lavagem de dinheiro, corrupção, fraude à licitação e advocacia administrativa.