Aliados já negociam a sucessão de Temer

Aliados já negociam a sucessão de Temer

.

Luiza Pollo

20 de maio de 2017 | 07h45

Foto: Nilton Fukuda/Estadão

Aliados de Michel Temer avaliam que a situação do presidente é insustentável e já discutem a montagem de sua sucessão para tentar manter o grupo no poder e preservar a votação das reformas. Embora achem que as acusações feitas na delação da JBS podem até ser rebatidas juridicamente, reconhecem que a pressão da opinião pública contra Temer está se tornando incontornável. As próximas 48 horas serão decisivas. Nesse caso, Temer faria o gesto da renúncia e um integrante do grupo seria apoiado para disputar as eleições indiretas.

Um primeiro movimento nesse sentido já foi feito na quinta, ápice da crise. Partidos da base conversaram sobre procurar Temer e discutir com ele a transição do governo. A ideia é evitar que o PT cresça e recupere o poder.

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

Tudo o que sabemos sobre:

Michel Temer

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.