Aliados de Renan ameaçam levar Flávio Bolsonaro a Conselho de Ética

Aliados de Renan ameaçam levar Flávio Bolsonaro a Conselho de Ética

Coluna do Estadão

10 de dezembro de 2018 | 05h30

Flávio Bolsonaro no Senado. Foto: Roque de Sá. Agência Senado

As movimentações atípicas identificadas pelo Coaf na conta do ex-assessor de Flávio Bolsonaro farão com que o filho do presidente eleito assuma o mandato no Senado, em fevereiro, com menos poder do que se esperava. Flávio tem participado das articulações em torno da definição do novo presidente do Congresso e se posicionou contra o nome de Renan Calheiros (MDB-AL). O episódio, dizem aliados do alagoano, inverteu o jogo. Em reservado, mandaram recado para Flávio. Se mantiver o discurso, pode chegar e seguir direto para o Conselho de Ética.

Carta na manga. Relatório do Coaf revelado pelo Estado mostrou movimentação atípica na conta de Fabrício Queiroz, quando ele era motorista de Flávio Bolsonaro na Assembleia do Rio, e um repasse de R$ 24 mil para a futura primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

Choque de realidade. Senadores já têm o roteiro para enquadrar Flávio Bolsonaro: ele tinha mandato de deputado estadual à época dos fatos. Portanto, pode ser alvo do Conselho de Ética. E, mesmo que o caso não avance, avaliam, o susto será um bom recado.

Papo entre… A cúpula do DEM aproveitou o casamento da herdeira do ex-ministro Mendonça Filho, Ilana, com Leo Pontual, sábado, em Fernando de Noronha, para traçar a estratégia da reunião que a legenda terá quarta-feira com o presidente eleito, Jair Bolsonaro.
…amigos. Apesar da promessa de Bolsonaro de se manter neutro na eleição da Câmara, conversas de WhatsApp revelaram que Eduardo, filho do presidente eleito, estaria agindo nos bastidores contra Rodrigo Maia.

Pre-pa-ra. Futuro ministro da Economia, Paulo Guedes disse a um amigo estar arrasado com a decisão da Polícia Federal de investigá-lo por suposta fraude em fundos de pensão. Ouviu uma resposta irônica: o mecanismo já começou.

Até quando der… Depois dos Correios, o ministro Gilberto Kassab fez mudanças na Telebrás a menos de um mês do fim do governo Temer. Luis Fernando de Freitas Assumpção assumiu na sexta como diretor técnico operacional. Roberto Pinto Martins vai assessorar o presidente da estatal.

É ele. O secretário da área internacional do Ministério da Agricultura será o embaixador Orlando Ribeiro. A futura ministra Tereza Cristina anuncia hoje o restante de sua equipe. Ela vai atuar em conjunto com Ricardo Salles, anunciado ontem para comandar a pasta do Meio Ambiente.

Faxina. Pesou na escolha por Salles a disposição dele em fazer uma “limpeza” no Ministério. A avaliação da equipe de transição é de que petistas que trabalham na pasta travam a liberação de licenças por ter convicções ideológicas contrárias.

CLICK. Futuro ministro do Meio Ambiente associou seu número de candidato a deputado ao da munição calibre 30-06. Em propaganda, foi contra a “praga do javali”.

Em boca fechada… Futuro ministro da Secretaria- Geral da Presidência, Gustavo Bebianno participou na semana passada de um curso de media training no Exército. O treinamento ajuda a responder questionamentos de jornalistas.

SINAIS PARTICULARES. Gustavo Bebianno, futuro ministro da Secretaria-Geral da Presidência; por Kleber Sales

Check-up. Jair Bolsonaro vai se consultar na quinta-feira com seu médico, Antônio Macedo, no Hospital Albert Einstein, para tratar da nova cirurgia de reversão da colostomia.

PRONTO, FALEI!

“Salles fará um excelente trabalho no Meio Ambiente, principalmente no que diz respeito ao expurgo dos eco-xiitas, que lá acreditavam que poderiam se perpetuar”, DO DEPUTADO ESTADUAL ELEITO FREDERICO D’ÁVILA (PSL-SP).

COM REPORTAGEM DE NAIRA TRINDADE E JULIANA BRAGA. COLABOROU TÂNIA MONTEIRO

Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao
Instagram: @colunadoestadao