Aliados de Bolsonaro falam em revogar PEC da Bengala

Aliados de Bolsonaro falam em revogar PEC da Bengala

Coluna do Estadão

03 Novembro 2018 | 10h23

SINAIS PARTICULARES: Jair Bolsonaro, presidente eleito; por Kleber Sales

Aliados de Bolsonaro veem uma alternativa para o presidente eleito indicar quatro e não dois ministros do Supremo até o fim do seu governo. A manobra passa por revogar a PEC da Bengala, que aumentou de 70 para 75 anos a aposentadoria na Corte.

Se o Congresso reduzir a idade máxima de 75 para 70 anos, Celso de Mello, Marco Aurélio Mello, Rosa Weber e Ricardo Lewandowski terão de deixar o Supremo imediatamente. Pela regra atual, Celso e Marco Aurélio saem em 2020 e 2021. (Juliana Braga e Rafael Moraes Moura)