‘Aliado’ do Congresso no caminho de Deltan Dallagnol

‘Aliado’ do Congresso no caminho de Deltan Dallagnol

Coluna do Estadão

06 de janeiro de 2020 | 05h00

Deltan Dallagnol. FOTO: FELIPE RAU/ESTADÃO

Representação aberta pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), a pedido de Renan Calheiros (MDB-AL), contra Deltan Dallagnol foi distribuída para Otávio Luiz Rodrigues, conselheiro indicado pela Câmara dos Deputados. Mesmo entre a ala mais simpática à Lava Jato no órgão o caso já era considerado o mais espinhoso para Dallagnol. Agora, com um relator visto como aliado do Congresso, as dificuldades deverão crescer para o coordenador da operação. O senador alagoano acusa o procurador de atuação político-partidária.

O passado… Diferentemente de casos mais complexos, baseados nas conversas divulgadas pelo site The Intercept, esse é mais objetivo e tem provas, dizem conselheiros.

… condena? Dallagnol divulgou vídeo pelo voto aberto na eleição do Senado, o que favorecia adversários de Renan. O CNMP abriu a representação, recusou a alegação de atuação político-partidária, mas disse que vai “investigar” quebra de decoro no caso.

Pera lá. No entorno do procurador, a sensação é de que há “um clima punitivo” contra Dallagnol porque adversários da Lava Jato não conseguem dar seguimento a casos relacionados às conversas do The Intercept, obtidas ilegalmente.

Ops. Há alguns meses, falando sobre o caso em conversa reservada no CNMP, o procurador da Lava Jato teria dito: “Vacilei”.

CLICK. O presidente do Novo, João Amoêdo, iniciou o ano ao lado da filha, Ana Luiza Amoêdo, e do genro, João Pedro Gayoso. Nas redes, anunciou que será avô.

Reprodução/Instagram

Tic-tac. O TRF da 3.ª Região criou grupo de trabalho para analisar a instituição do juiz de garantias.

O meu… A defesa do ex-presidente Lula ainda comemora o “ok” de Bolsonaro ao juiz de garantias. Para os advogados, essa mudança no sistema penal é discussão indissociável da suposta suspeição de Sérgio Moro e fortalece a petição feita à ONU contra o ministro.

… também. A defesa do petista recorreu à entidade internacional sob o argumento de que, por não haver uma figura como a do juiz de garantias no Brasil, Lula foi perseguido por Moro.

Sem tempo a perder. Embora o ano mal tenha começado, os senadores já se articulam pela relatoria do Orçamento de 2021. A percepção é de que quem participou das discussões sobre o tema no ano passado ganhou projeção junto aos governos locais.

De olho no futuro. Como alguns mantêm a intenção de se lançar para governador, querem aproveitar para se cacifar junto às bases eleitorais nas eleições deste ano. Um dos cotados é o senador Roberto Rocha (PSDB), que quer disputar o governo do Maranhão.

Maratona. O ex-presidente do Senado Eunício Oliveira (MDB-CE) pode ter perdido a eleição no ano passado, mas não a “boa forma”. Ao menos, não a política. Levou para uma corrida de 10 km, em Miami, Rodrigo Maia, João Doria e Alexandre Baldy.

SINAIS PARTICULARES. 
Eunício Oliveira (MDB-CE), ex-presidente do Senado

Ilustração: Kleber Sales

Pauta cheia. O Congresso retomará os trabalhos com oito medidas provisórias para analisar em fevereiro. Dentre elas, a polêmica do programa Verde e Amarelo, considerado uma minirreforma trabalhista, a extinção do DPVAT, e a mudança de regras para a emissão de carteirinhas estudantis.

Trocando… Caso haja um acirramento na tensão entre Irã e EUA, analistas financeiros dizem que o impacto no Brasil pode vir, especialmente, em fevereiro.

… em miúdos. Uma provável alta no dólar e no preço do barril de petróleo torna improvável um novo corte na taxa Selic – hoje a 4,5%.

BOMBOU NAS REDES!

Deputado Luiz Phillipe de Orleans e Bragança / Vinicius Loures/Câmara dos Deputados

Luiz Philippe de Orleans e Bragança, deputado (PSL-SP): “O Brasil não poderia efetuar uma operação contra o terrorismo internacional, como os EUA. (…) Somos ‘não intervencionistas’, nossa arma é o bate-papo.”

COM REPORTAGEM DE MARIANNA HOLANDA (INTERINA) E MARIANA HAUBERT.

Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao
Instagram: @colunadoestadao

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: