Alexandre de Moraes se defende na Comissão de Ética da Presidência

Coluna

08 de outubro de 2016 | 06h45

O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes (à esquerda), com o candidato a prefeito Duarte Nogueira (de blusa clara). Foto: Reprodução

O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes (à esquerda), com o candidato a prefeito Duarte Nogueira (de blusa clara). Foto: Reprodução

 

O ministro Alexandre de Moraes (Justiça) apresentou sua defesa à Comissão de Ética Pública da Presidência. Ele é acusado de deixar vazar informações de uma fase da Lava Jato. O relator é o conselheiro Américo Lacombe.

O colegiado decidiu abrir um processo disciplinar para apurar o ministro após pedido do deputado Afonso Florence (BA) e do senador Humberto Costa (PE), líderes do PT na Câmara e no Senado, respectivamente.

Ao participar de um evento político em Ribeirão Preto (SP), Moraes disse a integrantes do Movimento Brasil Limpo que eles poderiam ficar “tranquilos” porque haveria “mais” Lava Jato na semana. No dia seguinte, Antonio Palocci foi alvo da operação policial.

 

Tendências: