Alckmin diz que política não se faz com ódio e deseja saúde a Bolsonaro

Pedro Venceslau

Atualizamos nossa política de cookies

Ao utilizar nossos serviços, você aceita a política de monitoramento de cookies.

Foto: Nilton Fukuda/Estadão

O presidenciável Geraldo Alckmin (PSDB) afirmou, hoje, em Ponta Porã (MS), que deseja sorte para seu adversário Jair Bolsonaro (PSL), esfaqueado hoje num evento de campanha. “Política deve ser feita com convencimento, jamais com ódio. Todo ato de violência é deplorável. Trago meu abraço, meu sentimento que ele se recupere com muita saúde”, disse o tucano.

A campanha de Alckmin tem feito críticas a de Jair Bolsonaro na propaganda eleitoral de rádio e TV. Hoje, em sabatina promovida pelo Estadão, em parceria com a FAAP, Alckmin disse que votar em Bolsonaro é promover a volta do PT ao poder.

Bolsonaro passa por uma cirurgia.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Encontrou algum erro? Entre em contato