Alckmin atende a pleitos do Ministério Público

Alckmin atende a pleitos do Ministério Público

Luiza Pollo

09 Agosto 2017 | 05h30

Foto: Nilton Fukuda/Estadão

Na contramão do presidente Michel Temer que tem batido de frente com a PGR, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, sancionou projeto que cria 546 cargos de analista no Ministério Público Estadual, concede um crédito mensal para auxílio-saúde aos servidores, inclusive os inativos, independentemente do salário que recebam, além de gratificações que chegam a 116% para analista de promotoria. A medida foi comemorada pelo MP de São Paulo como um fato “histórico”. O tucano justificou que “o País precisa de instituições fortes”.

A assessoria do governador Geraldo Alckmin diz que os custos serão cobertos pelo orçamento do Ministério Público, que neste ano é de R$ 2,4 bilhões.

O governo afirma, ainda, que “São Paulo mantém o equilíbrio das contas públicas, com atenção especial às despesas, cumprindo rigorosamente os limites da LRF”.

Veja também na Coluna do Estadão: Pedido de desculpas aumenta racha no PSDB