Alckmin ataca Bolsonaro nas inserções partidárias

Alckmin ataca Bolsonaro nas inserções partidárias

Naira Trindade e Juliana Braga

01 Setembro 2018 | 14h42

 

A campanha do presidenciável Geraldo Alckmin (PSDB) decidiu partir para o enfrentamento direto ao candidato do PSL, Jair Bolsonaro. Começa a circular hoje nos comerciais do partido na televisão um vídeo em que o capitão reformado grita com a deputada federal Maria do Rosário (PT-RS) no salão verde da Câmara.

“Você gostaria de ser tratada desse jeito?”, pergunta a narradora. Bolsonaro diz: “dá que te dou outra!” e encosta a mão na deputada. Na sequência, a narradora pergunta se gostaria que “sua mãe fosse tratada assim?”, referindo-se a um episódio com uma jornalista, quando Bolsonaro a chama de idiota e ignorante, também no São Verde da Câmara. Em seguida, as cenas mostram o capitão reformado chamando a deputada de “vagabunda”. E questiona se os eleitores “gostariam de ter um presidente da forma como Bolsonaro trata”.

O vídeo faz parte da estratégia da campanha do tucano de tentar atrair o eleitorado de Bolsonaro. O capitão lidera as pesquisas no cenário sem Lula. Alckmin aparece em quarto colocado.

Flávio Bolsonaro, filho do presidenciável e candidato ao Senado, disse à Coluna que “Bolsonaro está preocupado em mudar a legislação para proteger as mulheres dos criminosos, inclusive de estupradores menores de 18 anos”.

Carlos Bolsonaro, também filho do presidenciável, criticou o vídeo nas redes sociais, alegando que ele “ignora os ataques vindo de ativistas”.

(Naira Trindade e Juliana Braga)