Ala de Bivar quer PSL sem ideais ‘olavistas’

Ala de Bivar quer PSL sem ideais ‘olavistas’

Coluna do Estadão

26 de outubro de 2019 | 06h01

Enquanto trabalham internamente para destronar Eduardo Bolsonaro do diretório de SP e ganhar dos bolsonaristas na Justiça, a ala “bivarista” do PSL atua para se reposicionar. Membros do grupo ligado a Luciano Bivar falam em “higienizar o partido de xiitas e de rachadinhas” rumo a uma “direita direita”. Querem ser mais pragmáticos e fugir do bolsonarismo radical, de forte viés “olavista”. A deputada Joice Hasselmann, egressa do núcleo duro da articulação política do Planalto, seria a líder ideal para comandar essa inflexão rumo ao centro.

Sem barraco? Contra os ataques da “milícia digital”, o grupo pretende recorrer à Justiça e evitar bate-boca público. Quer mostrar que se fia nas instituições, disse um parlamentar à Coluna.

Guerra. “Bivaristas” relatam parentes com pressão alta e até filhos sofrendo bullying na escola.

Sinal trocado. Em 2003, primeiro ano da gestão Lula, os radicais foram expulsos pela direção do PT alinhada ao Planalto. Naquela altura, o governo rumava para o centro político.

Calendário. As quartas-feiras serão agitadas na CPI Mista das Fake News: Alexandre Frota (PSDB-SP) será ouvido na próxima e o blogueiro Allan dos Santos na semana seguinte.

Pela… Prevista para retornar à pauta da Câmara na próxima semana, a securitização da dívida deve sofrer alterações em relação ao texto do Senado.

…ordem. Um dos destaques em negociação exige licitação quando a entidade que for comprar a dívida não é controlada pelo governo ou prefeitura. Seria exigida também quando houver emissão de debêntures fora da Bolsa de Valores, fiscalizada pela CVM.

Nova… Marcelo Ramos (PL-AM) recolheu a PEC que possibilitava a volta do imposto sindical e apresentou uma nova que retira explicitamente essa brecha.

…proposta. O deputado retirou também o trecho que só permitia a trabalhadores filiados usufruir de benefícios conquistados em acordos coletivos fruto de negociações dos sindicatos. Na próxima terça, recomeça a coleta de assinaturas.

Pauta-bomba. Além da análise sobre prisão em segunda instância, o Supremo Tribunal Federal retoma no início de novembro outro julgamento polêmico: o da descriminalização da maconha para uso pessoal. A pauta será retomada com o voto de Alexandre de Moraes.

Lamento. Da deputada estadual e jurista Janaína Paschoal (PSL-SP), sobre o placar até agora da prisão em segunda instância: “Eu tenho esperança de que o STF não mude o entendimento vigente, mas todos os sinais indicam o contrário, infelizmente”.

What? Em Dublin, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, levou um susto ao ser informado de que é a primeira autoridade a pisar na República da Irlanda desde o imperador Pedro II.

SINAIS PARTICULARES. Arthur Lira, líder do PP na Câmara; por Kleber Sales

Xi… Cansados do tradicional picadinho servido na casa de Rodrigo Maia, deputados, capitaneados por Arthur Lira (PP-PB), ligaram para um tradicional restaurante de Brasília e pediram um suculento bacalhau.

…deu ruim. Rodrigo Maia não gostou da desfeita.


CLICK. Em viagem à Irlanda, Rodrigo Maia deu camisas do Brasil e do Botafogo ao presidente Michael Higgins e ao presidente da Câmara irlandesa, Seán O’Fearghaile.


PRONTO, FALEI!

Deputado federal Alex Manente (PPS-SP) /Helvio Romero/Estadão


De Alex Manente, deputado federal (Cidadania-SP):
“É a prova de que o STF não está do lado da Justiça. Queremos votar urgentemente a minha PEC do tema”, sobre generais estarem decepcionados com Rosa Weber.

COM REPORTAGEM DE ALBERTO BOMBIG, JULIANA BRAGA E MARIANNA HOLANDA. COLABORARAM RAFAEL MORAES MOURA E DIEGO KERBER.

Acompanhe nas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram

Tendências: