‘Aécio deveria se licenciar da presidência do PSDB’, diz ex-deputado Marcelo Itagiba

‘Aécio deveria se licenciar da presidência do PSDB’, diz ex-deputado Marcelo Itagiba

.

Luiza Pollo

04 Março 2017 | 07h15

Itagiba1itagiba2itagiba3

 

O ex-deputado federal Marcelo Itagiba (PSDB) defendeu nesta sexta-feira, 3, em suas redes sociais que o senador Aécio Neves, presidente nacional do PSDB, “deveria se licenciar da presidência do partido até o término das investigações”, diz, em relação ao depoimento do executivo Marcelo Odebrecht ao Tribunal Superior Eleitoral em que Aécio teria pedido R$ 15 milhões no final do primeiro turno da campanha eleitoral de 2014. No Twitter, Itagiba complementou que “o PSDB é maior que seu presidente”.

Em vídeo postado na página do Facebook, Aécio se defendeu. “Quero me ater a dois fatos: o primeiro diz respeito ao depoimento do senhor Marcelo Odebrecht ao TSE, onde ele afirma de forma categórica que os recursos transferidos a campanha do PSDB em 2014, quando eu era candidato a presidência da República, foram feitos oficialmente”, diz.

“Em outro depoimento, um outro executivo, chamado Benedito Junior afirma de determinado momento que recebeu da minha parte, como dirigente partidário e candidato, a solicitação para apoio a três ou quatro candidatos que disputavam aquela eleição. Eu como dirigente partidário tinha a obrigação de tentar ajudar centenas de candidatos, e sempre da forma correta, da forma legal, da forma lícita. E em nenhum momento, ao contrário do que tentaram disseminar, em nenhum momento, o senhor Benedito afirma que eu solicitei recursos para caixa dois ou qualquer outro meio”, completa Aécio.

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

Mais conteúdo sobre:

Marcelo ItagibaAécio Neves