Aécio adia decisão sobre permanência na presidência do PSDB

Leonel Rocha

24 de outubro de 2017 | 19h11

Coluna do Estadão / Sinais Particulares/ aecio neves

 

O senador Aécio Neves (MG) não deu resposta para o partido nesta terça-feira sobre se permanece na presidência da sigla ou renunciar ao cargo partidário. Durante almoço de hoje da bancada no gabinete do líder Tasso Jereissati (CE) os senadores tucanos acertaram, novamente, dar mais um tempo para a reflexão de Aécio.

Uma nova conversa entre Tasso e Aécio foi marcada para hoje à noite ou amanhã. Tasso defende a renúncia do presidente licenciado com o argumento de que esta situação desgasta o partido e uma solução rápida seria a mais adequada. Aécio foi alvo da delação de Joesley Batista e chegou a ser afastado do mandato e obrigado a se recolher à noite pelo Supremo, medidas revertidas pelo plenário do Senado.

Aécio tem o apoio da bancada mineira de deputados e senadores do PSDB. O deputado Marcus Pestana (MG) disse que o partido tem outras prioridades além da discussão sobre o afastamento definitivo de Aécio da presidência. A indefinição sobre a situação do senador mineiro tem provocado constrangimento em várias instâncias do partido.

Tendências: