Advogados vão deixar celulares de fora em audiência de executivos da Odebrecht

Luiza Pollo

06 Março 2017 | 05h45

 

Foto: Cassiano Rosário/Futura Press

Foto: Cassiano Rosário/Futura Press

A defesa dos três executivos da Odebrecht, que prestam depoimentos hoje no TSE no processo que pode cassar a chapa Dilma-Temer, foi avisada que apenas um advogado de cada parte poderá acompanhar a audiência. No depoimento de Marcelo Odebrecht chegou a ter 12 advogados na sala.

Outra medida para evitar vazamentos é que advogados, juízes auxiliares, membros do Ministério Público e, até mesmo o ministro Herman Benjamin, do TSE, terão que deixar o celular do lado de fora da audiência.