Após ser solto, Paulo Bernardo retoma rotina e vai a supermercado em BSB

Após ser solto, Paulo Bernardo retoma rotina e vai a supermercado em BSB

-

Andreza Matais

03 de julho de 2016 | 19h15

paulo bernardo mercado

Quatro dias depois de ser solto por decisão do ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), o ex-ministro Paulo Bernardo voltou a sua rotina. Neste domingo, ele foi a um supermercado na 309 Sul em Brasília, próximo ao apartamento funcional onde mora com a mulher, a senadora Gleisi Hoffmann.

Bernardo é acusado de chefiar esquema que desviou dinheiro de contrato para gerir empréstimos consignados para funcionários públicos que teria desviado R$ 100 milhões. Um escritório de advocacia ligado ao ex-ministro nas gestão Lula e Dilma recebeu R$ 7 milhões do esquema.

O ministro Dias Toffoli disse que não encontrou elementos concretos que justificassem a prisão, que considerou um flagrante constrangimento ilegal. A decisão dele causou polêmica no judiciário.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.