Acusação e defesa fazem piada antes de início de sessão

Acusação e defesa fazem piada antes de início de sessão

Reunião foi aberta com meia hora de atraso

Coluna do Estadão

25 de agosto de 2016 | 09h37

O ex-ministro José Eduardo Cardozo e o relator do impeachment, senador Antonio Anastasia (PSDB-MG) | Daniel Carvalho/Estadão

O ex-ministro José Eduardo Cardozo e o relator do impeachment, senador Antonio Anastasia (PSDB-MG) | Daniel Carvalho/Estadão

Clima tranquilo antes do início da sessão que vai definir sobre o impeachment da presidente da República afastada, Dilma Rousseff. O ex-ministro da Justiça José Eduardo Cardozo, advogado da petista, e o senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), autor do parecer favorável ao impedimento de Dilma, conversavam animadamente antes da abertura da sessão.

Anastasia concedia uma entrevista e ouviu Cardozo brincar com um jornalista dizendo que Dilma seria absolvida por unanimidade. “Quase ri quando ouvi isso”, disse Anastasia a Cardozo quando se cumprimentaram.

Os dois, em tom de brincadeira, aventaram ainda a possibilidade de se unir em um processo judicial por causa de uma caricatura de Anastasia.

A sessão, marcada para as 9h, começou com meia hora de atraso. (Daniel Carvalho)

Tudo o que sabemos sobre:

Amigos

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.