‘Moro de saias’, senadora sai em defesa de Flávio Bolsonaro

‘Moro de saias’, senadora sai em defesa de Flávio Bolsonaro

Coluna do Estadão

20 de janeiro de 2019 | 05h00

Reprodução/ Vídeo da campanha da juíza aposentada Selma Arruda

Após novas revelações, congressistas do PSL atuam para blindar o senador eleito pelo partido Flávio Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro. O Jornal Nacional mostrou que o Coaf identificou movimentações fracionadas na conta bancária dele, o que “desperta suspeita de ocultação da origem do dinheiro”. Conhecida como a “Moro de saias”, a senadora eleita e juíza aposentada Selma Arruda (MT) disse que os documentos não mostram “nenhuma irregularidade”. Futuro líder do governo, o deputado eleito Major Vitor Hugo (GO) “não vê sentido” em comentar.

E tem mais. Selma Arruda completou: “As coisas têm de ser esclarecidas em seu tempo e hora. Não tenho conhecimento, não peguei o processo, o inquérito. Fui juíza por 22 anos e aprendi a só formar opinião quando eu vejo as coisas na minha frente.”

Can I help you? Na visita que fez a Bolsonaro semana passada, o governador João Doria frisou a importância do presidente fazer um bom discurso em Davos, mencionou sua experiência no evento e se colocou à disposição para ajudá-lo. Bolsonaro só agradeceu.

Cada um… O vice-presidente Hamilton Mourão não vai ocupar o gabinete de Bolsonaro no Planalto a partir de hoje, quando assume a presidência interinamente pela primeira vez. É praxe que os interinos ocupem o gabinete presidencial.

…no seu quadrado. “Vou permanecer na minha sala e manter todas as ordens em vigor. Sem marolas”, avisa Mourão. A vice-presidência fica em um edifício anexo ao Planalto.

Tabelinha… Aliados de Rodrigo Maia (DEM-RJ) ouviram 329 deputados eleitos. A pesquisa apontou que o deputado tem a maioria dos votos (55%) na disputa pela presidência da Câmara, mas está longe dos 257 necessários para se eleger em 1º turno.

…batizada. Pelos cálculos do grupo de Maia, Fábio Ramalho (MDB-MG) tem 16% dos votos dos 329 deputados ouvidos e Arthur Lira (PP-AL), 5%. A preocupação é que se a disputa for mesmo para o 2.º turno, serão todos contra Maia.

Olha eu aí de novo. Um dia depois de convencer o vice-presidente do STF, ministro Luiz Fux, a travar investigação sobre ex-assessor do senador eleito Flávio Bolsonaro, o advogado Hugo Plutarco (defensor do filho do presidente) entrou com outra ação na Corte.

Sem pressa. Plutarco tentou garantir férias de 60 dias para procuradores da Fazenda Nacional. Nesse caso, Fux não viu urgência.

Fechou. O PP no Senado vai apoiar da candidatura de Renan Calheiros (MDB-AL) à presidência da Casa.

CLICK. Ao comentar a pré-candidatura de Rodrigo Maia ao Planalto em 2018, Carlos Bolsonaro disse que ele só queria manter o foro. Hoje, o PSL o apoia na Câmara.

Reprodução/ Twitter Carlos Bolsonaro

Quem não chora… O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), pediu na última quinta-feira ao ministro Sérgio Moro (Justiça) um reforço de 90 agentes penitenciários para o Estado.

Vai tentando. Quando a crise de segurança explodiu, ele já havia solicitado 80 agentes, mas Sérgio Moro enviou apenas 56.

SINAIS PARTICULARES. Camilo Santana, governador do Ceará; por Kleber Sales

 

AGENDA DA SEMANA

Segunda-feira, 21

O presidente Jair Bolsonaro chega a Zurique, na Suíça

Em seu pronunciamento em Davos, na terça, Bolsonaro vai falar da reforma da Previdência e de combate à corrupção.

 

Terça-feira, 22

Brasília sedia fórum jurídico sobre combate à corrupção

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, e o vice-presidente do STF, ministro Luiz Fux, participam da abertura do evento, que ocorrerá na capital federal até sexta-feira.

 

COM NAIRA TRINDADE E JULIANA BRAGA. COLABORARAM TÂNIA MONTEIRO E RAFAEL MORAES MOURA.

Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao
Instagram: @colunadoestadao

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: