As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Iniciativas que vem para mudar com o “Movimento das Cidades”

Karla Santa Cruz Coelho é médica e professora da Universidade Federal do Rio de Janeiro - Campus Macaé, e ex-diretora da Agência Nacional de Saúde Suplementar e líder MLG. Larice Steffen Peters é administradora pública, professora no Instituto Federal de Santa Catarina e líder MLG. Giuliano Bretas é Assessor de Planejamento da Virtu News.

15 de março de 2022 | 10h14

O Prêmio “O Movimentos das Cidades” – idealizado pelo Virtù News, com a participação do apresentador Marcelo Tas, e com apoio do Grupo CCR – tem, realmente, como o próprio nome já diz, movimentado os cidadãos engajados nas melhorias dos locais de 10 cidades do interior do estado de São Paulo. São muitas iniciativas interessantes que chegaram e foram organizadas pela Agência Virtù. Foram convidados jurados e juradas, líderes de diversas áreas do Centro de Liderança Pública para a escolha de 10 iniciativas vencedoras dentre as mais de 350 inscritas no prêmio, sendo uma para cada cidade paulista definida como público-alvo do Projeto. Cada projeto vencedor recebeu um prêmio no valor de R$10.000,00 e uma mentoria especializada com os líderes que também desempenharam o papel de jurados e juradas. 

Mentoria é a influência, orientação ou direção dada por um mentor. Mentor é alguém que ensina ou dá ajuda e conselhos a uma pessoa menos experiente.

A equipe de mentores é composta por 5 líderes do Master em Liderança Pública e Gestão – MLG, sendo cada um deles responsável por duas iniciativas. A mentoria ocorre de forma individual, sendo previstas 6 semanas de atividades na qual – através de metodologia proposta pelos mentores – as ideias vencedoras serão estruturadas como projetos, com o propósito de valorizar a força e a identidade local.

O objetivo da mentoria é fornecer conhecimentos e troca de ideias entre o mentor e o mentorado, estimulando o desenvolvimento profissional desse. Durante o processo, o mentor atua como fonte de inspiração e referência. E por vezes, o mentor aprende tanto ou mais, no caso, as experiências são extraordinárias e trazem muitos problemas e seus desafios à balia. 

Ao final desse processo o prêmio tem como objetivo dar um empurrão inicial para essas iniciativas, que pretendem gerar um impacto positivo nas suas comunidades locais.

Criar programas de motivação e mentoria para cidadãos é uma das frentes que promove crescimento pessoal e desenvolvimento das cidades. Dessa forma, constituem-se redes de parceiros que aumentam as chances de sobrevivência de novos projetos.

Essa iniciativa produziu alguns bons frutos. A mobilização das pessoas no sentido de identificar e buscar soluções para os seus problemas prioritários, foi um momento muito fecundo para resgatar a cidadania e possibilitar a reflexão sobre a qualidade da vida nessas cidades.

O cidadão deve estar no centro do Movimento das Cidades com planejamentos que abranjam diferentes áreas. Alguns caminhos são possíveis em direção a incentivos para viabilização de iniciativas transformadoras e novas soluções nas cidades. É o que busca o Movimento das Cidades, vida longa ao projeto e as iniciativas.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.