Vivo é condenada por constrangimento a deficiente físico

Marcelo Moreira

12 de agosto de 2009 | 19h02

A Vivo foi condenada pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) a pagar R$ 12 mil de indenização, a título de dano moral, por constranger uma cliente portadora de deficiência. Ao solicitar uma senha para atendimento especial na loja, a vítima foi obrigada a comprovar sua deficiência na frente de outros clientes.

Tendências: