Variedades de ovos de Páscoa atraem consumidor

crespoangela

06 de abril de 2006 | 00h10

Texto de Maíra Teixeira

A cada ano mais variedades em ovos de Páscoa invadem o mercado e é quase impossível fugir a essa tradicional tentação. Difícil também é escolher com tanta oferta. São diferentes segmentos de público como infantil, adulto, temático e inspirados em personagens de desenhos. Dados da Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados (Abicab), revelam que o consumidor encontra hoje 30% mais produtos do que em 2005.

É preciso atenção para não cair em armadilhas de consumo. Na maioria dos casos isso é simples, é preciso apenas ficar atento e verificar rótulos, embalagens e preços e se informar bem antes de comprar para evitar problemas.

Uma exceção, por exemplo, foi o caso de um ovo da bolacha Trakinas que, em 2002, foi retirado do mercado porque oferecia risco às crianças. O brinquedo que vinha como brinde, uma bolacha que pulava impulsionada por uma mola, podia machucar quando manuseado. Na ocasião, a fabricante Kraft Foods recolheu todas as unidades distribuídas no País.

Aprenda a escolher os ovos

Murilo Diversi, especialista em alimentos do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), destaca alguns pontos a serem observados que ajudam a fazer boas escolhas na hora da compra.
Segundo o especialista, no rótulo é preciso checar sempre o prazo de validade, data de fabricação, peso do produto e se há um endereço ou telefone do fabricante para fazer a reclamação.
“Outra coisa importante é verificar se o produto está armazenado em local arejado, com temperatura média, nunca calor ou frio, pois as oscilações de temperatura deixam o chocolate esbranquiçado.”

Pesquise preços

O Procon-SP fez uma pesquisa de preços e constatou que os ovos de Páscoa sofreram aumento de 6,57% em relação a 2005. O levantamento ainda detectou diferenças de custo de até 97,98% em alguns produtos. O órgão alerta ainda que a numeração indicada na embalagem pode ser diferente dependendo da marca ou fabricante. Isso ressalta a necessidade de comparar preço, qualidade e quantidade.

Ovos diet e light não fazem milagres

Para os diabéticos os ovos mais indicados são os diet – que têm apenas o açúcar do cacau em menor quantidade. Entretanto, a quantidade de calorias é quase a mesma que a dos chocolates normais (alguns podem inclusive ser mais calóricos). A eles são adicionados adoçantes dietéticos, a gordura do cacau e de outros ingredientes, sem nenhuma redução de calorias. Portanto, chocolate diet não emagrece.
Para quem está de dieta uma má notícia: a promessa de chocolate com menos calorias, o light, alivia pouco o valor calórico do produto.

>Brinquedos
A escolha dos ovos para os pequenos deve ser mais rígida. Além de verificar as informações na embalagem é preciso procurar pelo selo do Inmetro que determina a idade mínima da criança que vai receber o ovo. “O maior perigo é o brinquedo ou alguma peça ser engolida e asfixiar a pessoa”, explicou Diversi. Segundo o especialista, é importante seguir as instruções de utilização porque elas indicam como o brinquedo funciona.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.