Usuário do Speedy terá de ter provedor em junho de 2009

Marcelo Moreira

25 de novembro de 2008 | 22h40

ISABEL SOBRAL – O ESTADO DE .S PAULO

A partir de junho de 2009, nenhum usuário do Speedy poderá acessar a
rede sem provedor. “Nos preocupamos em fazer uma medida cautelosa, que
demandará pelo menos cinco meses para ser totalmente implantada, e
somente depois do Natal para não prejudicar os consumidores que
quiserem comprar pela internet”, afirmou a diretora do Departamento de
Proteção e Defesa Econômica (DPDE), do Ministério da Justiça, Ana Paula
Martinez.

Antes disso, dentro de no máximo cinco dias, a Telefônica tem que
informar seus clientes dessa mudança por meios de comunicados em
jornais de grande circulação, envio de cartas e informação no seu site.
Se não cumprir a medida, a concessionária está sujeita ao pagamento de
multa de R$ 100 mil por dia.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.