Universidade com curso não reconhecido é condenada a indenizar aluno

Marcelo Moreira

09 de setembro de 2008 | 18h57

A Universidade Bandeirante de São Paulo (Uniban) foi condenada a pagar indenização de R$ 5 mil a um aluno porque, depois de concluir do curso de Direito, ele não conseguiu se inscrever na OAB porque o curso não era reconhecido pelo Ministério da Educação. A decisão é da 4ª Turma do Superior Tribunal de Justiça.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.