Tome alguns cuidados ao fazer empréstimos

Marcelo Moreira

31 de agosto de 2009 | 19h56

ELENI TRINDADE – JORNAL DA TARDE

Para evitar problemas ao fazer um empréstimo, uma das primeiras medidas é saber se a instituição financeira é idônea e verificar se existem muitas reclamações sobre ela registradas nos órgãos de defesa do consumidor.

“Depois, é preciso comparar as condições entre os produtos de várias empresas”, recomenda o advogado Arystóbolo de Oliveira Freitas, vice-presidente da Associação dos Advogados de São Paulo.

“O consumidor deve exigir cópia do contrato antes de fechar o negócio para lê-lo com atenção e tirar todas as dúvidas sobre encargos e taxas”, completa ele. “É preciso ter ciência das condições gerais do empréstimo, ou seja, do prazo de pagamento, do valor da taxa de juros, da multa em caso de atraso e algum outro encargo previsto no contrato”, enumera.

Além disso, o consumidor precisa analisar se realmente pode assumir um novo compromisso financeiro.

“Muitos consumidores olham uma parcela de valor baixo e acham que conseguem pagar, mas não adianta avaliar a nova mensalidade isoladamente. Todos os gastos do mês devem ser colocados no papel para ter certeza de que mais uma mensalidade não vai comprometer o orçamento “, destaca Renato Cury, advogado especializado em Direito do Consumidor.

“Além da multa por atraso, há o risco de ter o nome incluído em um cadastro de inadimplentes”, assinala Cury, que recomenda guardar recibos para evitar cobranças indevidas.

Tendências: