Testamos os SACs. Falhas no atendimento

crespoangela

07 de novembro de 2006 | 00h04

Texto de Maíra Teixeira

Faz tempo que o consumidor não consegue viver sem o Serviço de Atendimento ao Consumidor, os tão populares, mas pouco amados, SACs. Conhecidos por sua ineficácia, demora e pelos famosos gerúndios “vou estar solicitando algo, senhor; o senhor precisa estar ligando para o setor tal”, o serviço é sempre motivo de piada, mas a realidade é que tem soluções que só conseguimos por meio deles.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.