Tarifas bancárias avulsas são mais baratas

Marcelo Moreira

26 de maio de 2009 | 23h59

CAROLINA DALL’OLIO – JORNAL DA TARDE

O consumidor pode economizar até R$176,04 por ano se, em vez de optar pelo pacote básico de tarifas bancárias, decidir pagar pelos serviços de modo avulso. É o que acontece com o cliente do HSBC.

Neste banco, os custos anuais com o pacote básico são de R$ 252, mas o cliente poderia desembolsar R$ 75,96 – se usasse, além dos serviços gratuitos, tarifas simples de renovação de cadastro e remessa de talão de cheques.

Os dados se referem ao mês de abril e foram apurados pela Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-SP), que pesquisou os valores cobrados pelos principais bancos do País.

A entidade estabeleceu um perfil de cliente que retrata o comportamento de cerca de 70% dos correntistas.

O pacote analisado inclui quatro saques em caixas eletrônicos duas transferências por mês, dois extratos e solicitação de cartão de débito – operações que, segundo o Banco Central, devem ser oferecidas gratuitamente pelo banco.

Além disso, consumidor padrão também teria a necessidade de solicitar uma remessa de talão de cheques por mês e uma renovação de cadastro semestral. Para custear essas esses serviços, ele gastaria em média R$ 129,12 por ano.

Já se optasse pelo pacote básico – além dos serviços listados acima, mais quatro saques, duas transferências e dois extratos do mês e outros dois extratos do mês anterior –, o custo médio anual subiria para R$ 240,60.

“O consumidor tem que aprender que não deve pagar pelo que ele não usa”, alerta Diógenes Donizete, assistente de direção do Procon-SP. “Portanto, como a maioria das pessoas tem um uso moderado dos serviços, a recomendação é tentar se ater aos serviços gratuitos e pagar avulso o que tiver que usar a mais. Assim não há desperdício.”

Tendências: