STF não julga poupanças de correntistas

Marcelo Moreira

12 de abril de 2012 | 19h30

O Supremo Tribunal Federal adiou para a próxima semana o julgamento do caso dos correntistas lesados durante os planos econômicos Bresser, Verão, Collor 1 e Collor 2. A sessão para decidir se os poupadores têm direito ou não à correção de índices de reajuste das cadernetas de poupança estava marcada para ontem.

De acordo com o STF, foi preciso adiar a data por causa do julgamento sobre a interrupção de gravidez de anencéfalos, que teve início na última quarta-feira e que continuou durante o dia de ontem. Segundo a assessoria do STF, ainda não há uma data para julgar o caso das poupanças.

Cerca de 700 mil pessoas pedem na Justiça o pagamento do valor que deixou de ser corrigido pela inflação entre os anos de 1987 e 1991.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: