Só 1% das lojas de SP respeitam lei da etiqueta

crespoangela

23 Maio 2007 | 10h45

Texto de Charlise Morais

Cinco meses após entrar em vigor, o decreto que obriga as lojas a exibirem todas as informações sobre os produtos em exposição nas vitrines é desrespeitado pela maioria dos comerciantes. Durante três dias, o Jornal da Tarde visitou 900 estabelecimentos em três shoppings e uma rua de comércio na Capital e constatou que apenas dez (praticamente 1%) cumpriam as regras do decreto, que determina que elas têm de colocar nas etiquetas informações indicando valor à vista, número de parcelas, valores delas, taxas de juros,tarifas da operação (como TAC e IOF) e custo total a prazo.