Roupa manchada por protetor solar rende indenização

Marcelo Moreira

28 de abril de 2011 | 17h00

O juiz da 51ª Vara Criminal do Rio de Janeiro determinou que a Nívea pagar R$ 10 mil de indenização por danos morais e materiais a uma consumidora que usou protetor solar e teve a roupa manchada. A Nívea alegou que houve excesso na utilização do produto, ainda que esta seja a recomendação impressa na embalagem.

Tudo o que sabemos sobre:

indenizaçãoNívea

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.