Reclame ao Procon por carta e fax

Marcelo Moreira

16 de julho de 2009 | 22h00

SAULO LUZ – JORNAL DA TARDE

Na era da comunicação instantãnea, as cartas e o fax se revelam bastante eficientes na hora de fazer uma reclamação ao Procon-SP, evitando longas esperas em filas. Mas segundo a entidade, apenas 3% das reclamações são feitas dessa maneira e o restante das queixas (97%) são feitas pessoalmente nos postos do órgão.

No ano passado, das 332.583 reclamações de consumidores contra empresas registradas no Procon , 322.842 foram realizadas por atendimento pessoal nos postos de atendimento do órgão.

Somente 9.741 reclamações foram feitas por cartas e fax – por motivos técnicos a entidade não recebe reclamações por e-mail e telefone, apenas responde a dúvidas simples.

Apesar de não ser a maneira preferida do consumidor, enviar a reclamação por escrito é uma possibilidade bem mais prática do que ir pessoalmente ao Procon.

Essa foi a opção da gerente de banco Fernanda Pascucci Braga, de 30 anos. Ela reclamou ao órgão por fax. “Eu trabalho o dia inteiro e não tenho disponibilidade de ir até um posto do Poupatempo. Ajudou muito a possibilidade de reclamar por fax”, diz.

Após descobrir que a construtora do imóvel que havia adquirido não tinha autorização para a obra, ela solicitou o cancelamento da compra (e devolução do dinheiro), mas a empresa não a atendeu.

Ao entrar no site do Procon (www.procon.sp.gov.br) descobriu que poderia encaminhar a reclamação por escrito. “O Procon acompanhou o caso e, certo dia, uma atendente do órgão entrou em contato comigo para saber se o caso estava resolvido. Por incrível que pareça, no mesmo dia (após um hora) o dinheiro estava na nossa conta”, diz.

Mas ainda existe muita gente que não conhece conforto de poder enviar a reclamação de casa ou do serviço (e não se submeter ao martírio das filas).

A analista de sistemas Renata de Assis, 32 anos, não sabia que tinha essa opção e passou quatro horas no posto do Procon no Poupatempo Sé, na manhã de ontem.

“Eu não conhecia este serviço por fax e carta. Cheguei aqui às 8h30, fui atendida às 11h30 e só sai às 12h40. Tenho sorte que meu horário é flexível, mas muita gente deve perder o dia de serviço aqui”, conta.

OPÇÕES

Reclamações

  • Por fax (número 11 – 3824-0717), carta (Caixa Postal 3050, Cep 01061-970, SP) e pessoalmente nos postos do Poupatempo Sé, Santo Amaro e Itaquera

  • Orientação

  • Pelo telefone 151 e por meio do atendimento eletrônico – que pode ser acessado através do site www.procon.sp.gov.br.

  • Comentários

    Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.