Reclamações devem aumentar, dizem especialistas

Marcelo Moreira

20 de agosto de 2012 | 12h39

Luciele Velluto

As medidas punitivas contra as empresas de telefonia celular, planos de saúde e aéreas devem deixar o consumidor mais motivado para reclamar, na visão do sócio-diretor da consultoria especializada em regulação de mercado Microanalysis, Cleveland Prates.

“Essas medidas devem ter efeito positivo, porque o consumidor fica mais confiante de que sua reclamação será atendida. É uma boa oportunidade para o consumidor exercer a sua força em conjunto com outros consumidores. E boa hora para as agências mostrarem que também estão do lado de quem precisa”, avalia Prates.

Para o especialista em regulação de mercado, as medidas estão no caminho certo, mas é preciso tomar cuidado para que a proporção da ação não faça o órgão regulador cair em descrédito. “Por que a Anatel não agiu antes e por que só foi punida uma empresa de telefonia por Estado? Esse tipo de ação precisa ser muito bem aplicada para não beneficiar outras empresas”, comenta.

Prates ainda critica a atuação da Justiça quando o assunto é defesa do consumidor. Ele acredita que nas decisões judiciais os magistrados precisam ter mais consciência de que a resposta do Judiciário poderá beneficiar toda a sociedade. “Mas não é isso o que vejo sendo aplicado”, afirma ele.

Recentemente, o consultor entrou na Justiça para reivindicar seus direitos de consumidor. “Processei uma empresa aérea por ter danos recorrentes à minha bagagem e outros problemas”, diz.

Tudo o que sabemos sobre:

Procon

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.